A ofensiva neoliberal continua na América Latina

A tática do lawfare – que é o uso do judiciário e da mídia para sufocar os adversários políticos – se transforma em uma verdadeira guerra contra os povos latino americanos e seus líderes mais expressivos, como o ex-presidente Lula. Também os analistas mais valorosos vem sofrendo no judiciário, como o caso da perseguição que jornalistas como Eduardo Guimarães, Luis Nassif e Rodrigo Pilha sofrem.

Na Argentina não é diferente. Um juiz que se declara publicamente inimigo da família Kirchner acaba de acusar Cristina Kirchner e seus dois filhos por associação ilícita.

Outro país que está na mira do lawfare na América Latina e vítima preferencial das investidas imperialistas dos Estados Unidos na América Latina, a Venezuela foi alvo da OEA, a Organização dos Estados Americanos, a soldo do império norte-americano.

A resolução da OEA se intromete em assuntos internos da nação bolivariana e, portanto, a resposta de Maduro foi à altura do ataque. 

“A resolução não tem nada a ver com a Venezuela, um comunicado insosso, não operacional. O que tem efeito na Venezuela é uma grande indignação e uma grande rejeição, e eu chamo o povo da Venezuela para rejeitar essa política intervencionista” disse Maduro.

Ouça:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s