“Presunção de inocência já não existe no Brasil quando falamos de Lula” diz renomado jurista britânico Geofrey Robertson.

Após as gravações das conversas de Michel Temer com o empresário da JBS terem sido apresentadas para a imprensa, esperamos que certos juízes aprendam o que são provas, e que não se pode depender de convicções no âmbito dos processos judiciários.

Essa delação demonstra o quanto são frágeis as alegações contra o ex-presidente Lula, acusado de inúmeras façanhas mas sem nenhuma gravação ou documento que o incrimine de fato. E olha que ele está sendo investigado há decadas, há muito mais tempo que qualquer outro político brasileiro.

Ouça agora o renomado advogado internacional, o britânico Geoffrey Robertson, disse nesta quinta-feira que a presunção de inocência “já não existe” no Brasil com relação ao ex-presidente Lula e que somente se cometem excessos por parte do juiz, Sérgio Moro.

A reportagem é da agencia EFE Brasil:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s